#ws #ws

Yemọja e Iemanjá

Publicado por em 01/02/2017 às 06h00

Salve a Rainha do Mar, Mãe dos Brasileiros

 

Pés, mãos e olhos calejados pelo sofrimento expressam a alegria num paradoxo que somente a fé explica

Um povo alijado da cidadania que cumpre seu papel na dinâmica social da Roma Negra

Uma entidade mulher é cultuada

Quem é essa mulher?

 

 

As imagens em preto e branco não mascaram o branco da tez nem o longo liso dos cabelos

Quem é essa mulher?

Ela não é Yemọja, a divindade negra do Rio Ògùn 
Ela não é Yemọja dos terreiros antigos de candomblé 
Essa mulher somos nós, mestiços felizes e tristes da miscigenação inequívoca da Terra Brasilis

 

 

 

Ela é Iemanjá!

Não há sincretismos entre a divindade negra e essa entidade de vestido azul e pele branca

Um personagem foi criado para esconder a pele negra e os cabelos crespos da nigeriana divindade de Abẹ́òkúta

 

 

 

 

Mas o olhar de Marcelo Reis não deixa escapar nenhum detalhe, nenhum ínfimo detalhe do culto desta que, mesmo branca, é a mãe dos mestiços e não mestiços do Brasil.

 

 

 

 

Veja mais em: www.marceloreis.art.br

 

 

 

 

 

Categoria: Antropologia, Cultura, Mitologia, Transmissão de Conhecimento

Comentários

Luiz Baptista em 27/02/2015 22:40:41
Lindo!!!

Enviar comentário

voltar para Blog

left show tsN fwR|left tsN fwR uppercase fsN|left show normalcase fsN fwB|bnull||image-wrap|news normalcase c10|fsN fwR c10 normalcase|b01 c05 bsd|login news fwR c10 normalcase|tsN fwR c10 normalcase|signup|content-inner||